EMDR

EMDR (Eye Movement Desensitization and Reprocessing) significa Dessensibilização e Reprocessamento através do Movimento Ocular.

Trata-se de um método de dessensibilização e reprocessamento de experiências emocionalmente traumáticas através da estimulação bilateral do cérebro, promovendo assim a comunicação entre os dois hemisférios cerebrais.

 Esta abordagem pode ser utilizada isoladamente, ou pode ser integrada no processo de acompanhamento psicológico/psicoterapêutico.

 É um critério obrigatório que este tipo de intervenção seja realizado por Terapeutas com formação específica, devidamente reconhecidos pela Associação Portuguesa de EMDR, filiada na EMDR Europe Association, que integra uma rede de Associações de terapeutas EMDR em 38 países que trabalham na promoção da Saúde Mental.

Na psicoterapia com EMDR utiliza-se um protocolo específico que visa a focalização dos diversos componentes da memória traumática.

Com recurso à estimulação bilateral alternada (visual – à semelhança do que acontece no sono REM – auditiva ou tátil) parece existir uma ativação do sistema nervoso parassimpático, auxiliando o indivíduo a dessensibilizar e integrar rapidamente a memória perturbadora.

 Esse resultado permite uma nova visualização do problema (reprocessamento), decorrente da reativação das regiões cognitivas do paciente.

 Aplicações Clínicas do EMDR 

  • PTSD/DSPT – Traumas e stress-pós-traumático (e.g. abusos sexuais/violação, assaltos, acidentes, violência, sequelas de guerra e de desastres naturais, etc.)
  • Gestão da Dor Crónica
  • Luto
  • Ansiedade e Depressão
  • Fobias e Perturbação de Pânico
  • Adições
  • Instalação de recursos positivos
  • Desenvolvimento e Aperfeiçoamento do Desempenho

Marcar Consulta

As consultas de EMDR são realizadas com Liliana Marques: